Daniel Alvim fala sobre o SBT e A Ilha do Profeta em nova entrrevista

Publicado: 16 de abril de 2009 por audienciaonline em audiencia, audiencia da tv, audiencia de tv, audiencia e tv, audiencia na tv, famosos, noticias, novela, sbt, televisão, tv, Uncategorized
https://i1.wp.com/oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2008/05/13_215-daniel-alvim01.jpg
Bom Momento: Daniel Alvim celebra seu atual trabalho na TV e a estreia no cinema 

Daniel Alvim está em alta. Nos últimos meses, o ator, que começou a carreira nos palcos, tem vivido grandes experiências no cenário artístico e mostrado todo o seu talento. Como é o caso de Renan, seu primeiro vilão na tevê, em Revelação, do SBT. E Daniel mandou tão bem, que já foi escalado para mais um trabalho na emissora. E que trabalho!

Desta vez, ele será o protagonista em A Ilha do Profeta, a nova trama de Íris Abravanel. E vale dizer que é a estreia do rapaz como o papel principal, também. E como se não bastasse, o ator dá as caras no cinema. Em seu primeiro longa, Daniel contracenou com Rodrigo Santoro e Selton Mello.

É, ele não é fraco, não!

Durante uma conversa com a reportagem de O Fuxico, Daniel falou sobre esta fase, de novos desafios e o reconhecimento profissional.

O Fuxico – Em Revelação, você fez seu primeiro vilão e agora, em A Ilha do Profeta, fará seu primeiro protagonista. Considera que o SBT tenha sido o grande trampolim para sua carreira?
Daniel Alvim – Na verdade, é uma somatória. Eu já tinha feito uma novela na emissora, há cinco anos, Cristal, que tinha ainda Dado Dolabella e Bete Coelho no elenco. Aí, fiz este trabalho e fui criando. O Herval (Rossano) me levou para o SBT. De lá, fui estabelecendo uma boa relação, o SBT é um lugar bom para se trabalhar. E é em São Paulo, onde eu moro. São facilidades que me dão um prazer enorme de trabalhar lá, e isso se refletiu em oportunidades.

OF – Está nervoso com a responsabilidade de fazer um protagonista?
DA – Não. Tenho uma preocupação em fazer um trabalho diferenciado, até porque o trabalho é o oposto. O Renan era o vilão e foi uma delícia, um personagem que vou carregar um tempão, porque gostei muito. E agora farei Gustavo Baronesi, o bonzinho, bom moço, que tem uma ligação forte com a natureza e vai tentar restaurar todo um projeto de uma ilha.

OF – Como está se preparando para o personagem?
DA – Estou estudando muito, entrando em contato com coisas próximas ao personagem, tudo para elaborar um bom trabalho. Minha história vem do teatro, tem todo um processo, não é só decorar e gravar uma cena. Tem todo um cuidado maior, como o de estudar muito o personagem, pesquisar, vivenciar experiências próximas. No dia-a-dia, começo a procurar gestos e olhares que cabem ao personagem, que é sensível, carismático, envolvente e apaixonante. E ele terá que ser tudo isso na minha mão também, não só no papel.

OF – E fisicamente? Você também mudou algo?
DA – Limpei o visual. Estou com o cabelo curto, sem barba e emagreci um pouco, para dar uma diferenciada entre Renan e Gustavo, porque são trabalho próximos.

OF – Você comentou que seu novo personagem tem uma grande preocupação ambiental, tem estudado algo nesse sentido?
DA – Li a biografia de Fernando Lee, um cara fantástico. É um engenheiro com uma história bem interessante, que tinha todo esse cuidado com os animais, natureza… Ele associa o progresso da humanidade, sempre com o cuidado ambiental. Fernando era do Guarujá (SP) e já faleceu. É uma loucura a história dele! Quando li, tive vontade de visitá-lo no túmulo.

OF – Fernando Lee é sua grande inspiração?

DA – Com certeza.

OF – E na vida real? Você tem essa ligação com a natureza?

DA – Gosto muito. Sempre que posso, tento dar uma fugida e correr para perto da natureza. De uns 10 ano pra cá, minha questão com os animais aumentou muito. Tenho o sonho de poder envelhecer em um sítio, com cavalos, bichos. Mas, é um sonho a médio e longo prazo.

OF – Você já começou a gravar a novela? Onde serão as gravações?
DA – Sim, há uns 20 dias. Tem locações no Guarujá e no interior de São Paulo, onde é minha casa, que é um escândalo. Fica em Itatiba, e a casa é uma das mais impressionantes que já vi.

OF – Tem data prevista para a estreia?
DA – Acredito que seja para o começo do 2º semestre.

OF – Daniel, você também acabou de filmar o longa Reis e Ratos, não?
DA – Sim, aliás, acabaram as filmagens no Rio e, no mesmo dia voltei para São Paulo e já comecei a gravar a novela. Foi uma loucura, mas deu tudo certo. Chegou uma hora que estava quase tendo uma crise de identidade, não sabia quem eu era.

OF – Já tinha feito cinema?
DA – Fiz bastantes curtas-metragens, nunca tinha feito um longa. Fui convidado por Mauro Lima e Paula Lavigne, e foi uma loucura. O filme foi feito num tempo recorde, não deu nem pra pensar. Foi muito bacana.

OF – E como foi trabalhar ao lado de grandes feras, que integram o elenco do filme?

DA – Muito legal. Gravei com Rodrigo (Santoro), Cauã (Reymond) e Otávio (Müller). A gente já se conhecia, temos amigos em comum, foi ótimo.

OF – A sua namorada, Paula Burlamaqui, também está no filme. Vocês contracenaram?
DA – Não contracenamos, uma pena… Mas, temos uns projetos futuros para trabalhar juntos. Pensamos em fazer algo no teatro.

OF – Bom, com tantas novidades, acredita estar no melhor momento da carreira?
DA – Costumo achar que é o momento bom, produtivo, não sei se é o melhor, espero que venham outros. E, na verdade, é o momento de reconhecimento do meu trabalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s